Questões e Desafios

C
Clinica do RimWorkshop language: English
  • 2295

    2240: Legislação para reuso potável direto 2245: Quais as dificuldades para a reutilização da água do rejeito como água potável? 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que garantam a reutilização da mesma, em 100%, no processo produtivo?


    2240: Amparo legal para esta prática (COMPESA) 2245: Atualmente o rejeito é utilizado para descargas. (CLINICA DO RIM) 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que possa garantir a reutilização da mesma em 100% no processo produtivo? (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA)


COMPESAWorkshop language: English
  • 2295

    2240: Legislação para reuso potável direto 2245: Quais as dificuldades para a reutilização da água do rejeito como água potável? 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que garantam a reutilização da mesma, em 100%, no processo produtivo?


    2240: Amparo legal para esta prática (COMPESA) 2245: Atualmente o rejeito é utilizado para descargas. (CLINICA DO RIM) 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que possa garantir a reutilização da mesma em 100% no processo produtivo? (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA)


CompesaWorkshop language: English
  • 2278

    2227: Há políticas públicas voltadas a questão de dessalinização da água? 2242: Custo de energia na dessanilização da água 2249: O que há de concreto no mercado hoje para dessalinização da água?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessanilização comercialmente empregada é a osmose reversa. Essa, necessita demanda grandes quantidades de energia para realizar a "filtração" (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera a mais de 10 anos um sistema de dessanilização de grande porte no arqueogeólogo de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (Compesa) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (Indorama Ventures Polímeros S.A.)

  • 2280

    Quais têm sido as práticas dos processos de DESSALINIZAÇÃO do ponto de vista das metodologias mais eficientes; das técnicas de descarte do rejeito; e dos custos de energia envolvidos ?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento, com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessalinização, comercialmente empregada, é a osmose reversa. Essa tecnologia, no entanto, demanda grandes quantidades de energia para realizar a filtração (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera há mais de 10 anos um sistema de dessalinização de grande porte no arquipélago de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (COMPESA) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (INDORAMA VENTURES POLÍMEROS S.A.) 2257: Considerando que a unidade de osmose reversa está implantada a loga distância do mar, que destinações viáveis (econômica e ambientalmente corretas) poderemos dar ao efluente saturado da saída da O/R? (ONDINAS-TRATAMENTO AMBIENTAL)

  • 2312

    2241: Ótimização operacional considerando os aspectos de custos e qualidade - Monitoramento em tempo real 2259: Quais equipamentos temos hoje no mercado que tem como objetivo reduzir o consumo de água seja por meio de pressurização ou outra tecnologia? 2307: O que de inovador pode ser utilizado em instalações administrativas para a redução do consumo de água? Em que uma empresa deve investir para impulsionar a redução do consumo de água em suas instalações? Quais sistemas podem ser instalados em uma empresa para monitoramento de sua rede de distribuição?


    2241: Os sistema de produção de água de pernambuco se caracterizam, em sua maioria, por terem captações e reservação de pequeno e médio porte mas integrados. Essa morfologia sistêmica proporciona uma gama de cenários possíveis de operação, trazendo grande dificuldade quanto a concepção operacional otimizada objetivando minimização de custos. A capacidade dos mananciais e a qualidade da água captada são dependentes da pluviometria de cada bacia, enquanto os custos de energia variam de acordo com o arranjo operacional. Nesse sentido alguns estudos são realizados na Compesa visando proporcionar a operação uma ferramenta de decisão (vide exemplo de artigo em anexo). Porém, é possível conseguir uma diminuição nos custos, principalmente de produtos químicos e energia se alguns dados de captação fosse medidos on-line e analisados através de ferramenta computacional para ajudar na tomada de decisão. (COMPESA) 2259: Mecanismos eficientes que reduzam o consumo de água em pontos estratégicos do processo produtivo. (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA) 2307: Redução do consumo de água em instalações administrativas. Impulsionamento da redução do consumo de água em instalações industriais. Monitoramento de sua rede de distribuição de água


F
Fotovoltaica Energia SolarWorkshop language: English
  • 2341

    2226: Há alguma pesquisa para orientação de atividades produtivas de baixo impacto hídrico? 2228: Como potencializar a exploração dos aquíferos do agreste e sertão de forma economicamente viável?


    2226: Semiárido 2228: Depois do fim da era da exploração da cana de açúcar e a migração do centro econômico para o sudeste, o agreste e sertão sofrem com a seca e a estagnação econômica. Entretanto, já há tecnologia sendo desenvolvida para explorar as águas subterrâneas. Alcançando o desenvolvimento econômico através da captação e dessalinização da água salobra e exploração da agropecuária, pauta que voltou ao noticiários nacionais.


G
Grupo MouraWorkshop language: English
  • 2312

    2241: Ótimização operacional considerando os aspectos de custos e qualidade - Monitoramento em tempo real 2259: Quais equipamentos temos hoje no mercado que tem como objetivo reduzir o consumo de água seja por meio de pressurização ou outra tecnologia? 2307: O que de inovador pode ser utilizado em instalações administrativas para a redução do consumo de água? Em que uma empresa deve investir para impulsionar a redução do consumo de água em suas instalações? Quais sistemas podem ser instalados em uma empresa para monitoramento de sua rede de distribuição?


    2241: Os sistema de produção de água de pernambuco se caracterizam, em sua maioria, por terem captações e reservação de pequeno e médio porte mas integrados. Essa morfologia sistêmica proporciona uma gama de cenários possíveis de operação, trazendo grande dificuldade quanto a concepção operacional otimizada objetivando minimização de custos. A capacidade dos mananciais e a qualidade da água captada são dependentes da pluviometria de cada bacia, enquanto os custos de energia variam de acordo com o arranjo operacional. Nesse sentido alguns estudos são realizados na Compesa visando proporcionar a operação uma ferramenta de decisão (vide exemplo de artigo em anexo). Porém, é possível conseguir uma diminuição nos custos, principalmente de produtos químicos e energia se alguns dados de captação fosse medidos on-line e analisados através de ferramenta computacional para ajudar na tomada de decisão. (COMPESA) 2259: Mecanismos eficientes que reduzam o consumo de água em pontos estratégicos do processo produtivo. (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA) 2307: Redução do consumo de água em instalações administrativas. Impulsionamento da redução do consumo de água em instalações industriais. Monitoramento de sua rede de distribuição de água


I
Indorama Ventures Polímeros S.A.Workshop language: English
  • 2248

    Que tecnologias vêm sendo empregadas pelas industrias químicas para o fechamento total do circuito de águas?


    Além da questão de utilização do recurso natural e preservação do meio ambiente, por uma questão de competitividade, as industrias vêm buscando alternativas para reaproveitamento total das águas efluentes dos seus processos. Gostaríamos de entender o que está sendo considerado como mais moderno e eficiente para este propósito.

  • 2278

    2227: Há políticas públicas voltadas a questão de dessalinização da água? 2242: Custo de energia na dessanilização da água 2249: O que há de concreto no mercado hoje para dessalinização da água?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessanilização comercialmente empregada é a osmose reversa. Essa, necessita demanda grandes quantidades de energia para realizar a "filtração" (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera a mais de 10 anos um sistema de dessanilização de grande porte no arqueogeólogo de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (Compesa) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (Indorama Ventures Polímeros S.A.)

  • 2280

    Quais têm sido as práticas dos processos de DESSALINIZAÇÃO do ponto de vista das metodologias mais eficientes; das técnicas de descarte do rejeito; e dos custos de energia envolvidos ?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento, com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessalinização, comercialmente empregada, é a osmose reversa. Essa tecnologia, no entanto, demanda grandes quantidades de energia para realizar a filtração (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera há mais de 10 anos um sistema de dessalinização de grande porte no arquipélago de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (COMPESA) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (INDORAMA VENTURES POLÍMEROS S.A.) 2257: Considerando que a unidade de osmose reversa está implantada a loga distância do mar, que destinações viáveis (econômica e ambientalmente corretas) poderemos dar ao efluente saturado da saída da O/R? (ONDINAS-TRATAMENTO AMBIENTAL)


M
Mondelez InternacionalWorkshop language: English
  • 2337

    2260: Existe hoje disponível uma metodologia aplicável nas industrias levando em consideração o conceito de water pinch (ponto mínimo de consumo de água)? 2254: Redução do consumo de água das torres de resfriamento


    2260: Water Pinch (Ponto mínimo de consumo de água) - Técnica sistemática para reduzir o consumo de água e a geração de águas residuais através da integração de atividades ou processos de uso de água. 2254: Nas instalações da fábrica, as torres de resfriamento consumem cerca de 50% do total de água da planta. Esse consumo é correspondente a purga e evaporação. A vazão de uma torre é de 280 m³/h e 1540 kcal/h. O fabricante das torres de resfriamento é Alpina, um modelo convencional. O objetivo seria reduzir o consumo de água das torres de resfriamento.


R
ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDAWorkshop language: English
  • 2295

    2240: Legislação para reuso potável direto 2245: Quais as dificuldades para a reutilização da água do rejeito como água potável? 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que garantam a reutilização da mesma, em 100%, no processo produtivo?


    2240: Amparo legal para esta prática (COMPESA) 2245: Atualmente o rejeito é utilizado para descargas. (CLINICA DO RIM) 2258: Quais as tecnologias aplicadas atualmente na água residuária proveniente do tratamento de efluente industrial que possa garantir a reutilização da mesma em 100% no processo produtivo? (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA)

  • 2312

    2241: Ótimização operacional considerando os aspectos de custos e qualidade - Monitoramento em tempo real 2259: Quais equipamentos temos hoje no mercado que tem como objetivo reduzir o consumo de água seja por meio de pressurização ou outra tecnologia? 2307: O que de inovador pode ser utilizado em instalações administrativas para a redução do consumo de água? Em que uma empresa deve investir para impulsionar a redução do consumo de água em suas instalações? Quais sistemas podem ser instalados em uma empresa para monitoramento de sua rede de distribuição?


    2241: Os sistema de produção de água de pernambuco se caracterizam, em sua maioria, por terem captações e reservação de pequeno e médio porte mas integrados. Essa morfologia sistêmica proporciona uma gama de cenários possíveis de operação, trazendo grande dificuldade quanto a concepção operacional otimizada objetivando minimização de custos. A capacidade dos mananciais e a qualidade da água captada são dependentes da pluviometria de cada bacia, enquanto os custos de energia variam de acordo com o arranjo operacional. Nesse sentido alguns estudos são realizados na Compesa visando proporcionar a operação uma ferramenta de decisão (vide exemplo de artigo em anexo). Porém, é possível conseguir uma diminuição nos custos, principalmente de produtos químicos e energia se alguns dados de captação fosse medidos on-line e analisados através de ferramenta computacional para ajudar na tomada de decisão. (COMPESA) 2259: Mecanismos eficientes que reduzam o consumo de água em pontos estratégicos do processo produtivo. (ROCA SANITÁRIOS DO BRASIL LTDA) 2307: Redução do consumo de água em instalações administrativas. Impulsionamento da redução do consumo de água em instalações industriais. Monitoramento de sua rede de distribuição de água

  • 2337

    2260: Existe hoje disponível uma metodologia aplicável nas industrias levando em consideração o conceito de water pinch (ponto mínimo de consumo de água)? 2254: Redução do consumo de água das torres de resfriamento


    2260: Water Pinch (Ponto mínimo de consumo de água) - Técnica sistemática para reduzir o consumo de água e a geração de águas residuais através da integração de atividades ou processos de uso de água. 2254: Nas instalações da fábrica, as torres de resfriamento consumem cerca de 50% do total de água da planta. Esse consumo é correspondente a purga e evaporação. A vazão de uma torre é de 280 m³/h e 1540 kcal/h. O fabricante das torres de resfriamento é Alpina, um modelo convencional. O objetivo seria reduzir o consumo de água das torres de resfriamento.


S
SEBRAEWorkshop language: English
  • 2278

    2227: Há políticas públicas voltadas a questão de dessalinização da água? 2242: Custo de energia na dessanilização da água 2249: O que há de concreto no mercado hoje para dessalinização da água?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessanilização comercialmente empregada é a osmose reversa. Essa, necessita demanda grandes quantidades de energia para realizar a "filtração" (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera a mais de 10 anos um sistema de dessanilização de grande porte no arqueogeólogo de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (Compesa) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (Indorama Ventures Polímeros S.A.)

  • 2280

    Quais têm sido as práticas dos processos de DESSALINIZAÇÃO do ponto de vista das metodologias mais eficientes; das técnicas de descarte do rejeito; e dos custos de energia envolvidos ?


    2227: Semiárido (SEBRAE) 2242: Sabe-se que a tendência é que as cidades litorâneas no Brasil tendam a captar a água do mar para abastecimento, com o passar dos anos, assim como ocorre nos EUA, Espanha, Israel, etc. Atualmente a tecnologia de dessalinização, comercialmente empregada, é a osmose reversa. Essa tecnologia, no entanto, demanda grandes quantidades de energia para realizar a filtração (desmineralização) da água. Considerando que a Compesa opera há mais de 10 anos um sistema de dessalinização de grande porte no arquipélago de Fernando de Noronha, podemos fomentar essa discussão a fim de se encontrar soluções de visem minimizar o custo operacional do sistema de dessanilização (COMPESA) 2249: Com a escassez da água e consequente cobrança por este recurso natural, é inevitável que unidades produtivas localizadas próximas ao litoral considerem a possibilidade de dessalinização da água. O que há no mercado a respeito? Qual a destinação para o rejeito deste processo? Já há soluções com custos competitivos? A partir de que volumes a solução torna-se viável? (INDORAMA VENTURES POLÍMEROS S.A.) 2257: Considerando que a unidade de osmose reversa está implantada a loga distância do mar, que destinações viáveis (econômica e ambientalmente corretas) poderemos dar ao efluente saturado da saída da O/R? (ONDINAS-TRATAMENTO AMBIENTAL)

  • 2341

    2226: Há alguma pesquisa para orientação de atividades produtivas de baixo impacto hídrico? 2228: Como potencializar a exploração dos aquíferos do agreste e sertão de forma economicamente viável?


    2226: Semiárido 2228: Depois do fim da era da exploração da cana de açúcar e a migração do centro econômico para o sudeste, o agreste e sertão sofrem com a seca e a estagnação econômica. Entretanto, já há tecnologia sendo desenvolvida para explorar as águas subterrâneas. Alcançando o desenvolvimento econômico através da captação e dessalinização da água salobra e exploração da agropecuária, pauta que voltou ao noticiários nacionais.